domingo, 18 de novembro de 2018

Roteiro Turístico Biográfico - Rafael Bordalo Pinheiro / Lisboa - PT

Rafael Bordalo Pinheiro é uma das personalidades emblemáticas de Lisboa. A cidade está intimamente relacionada à sua biografia. A Lisboa do final do século XIX é retratada de forma humorística e crítica nas obras do artista lisboeta da gema. 


Foi possível conferir in loco muitos desses lugares durante o tour "Passear na Lisboa de Bordalo" promovido pelo Museu Bordalo Pinheiro e pelo EGEAC. Este tour acontece sempre no último sábado do mês. O próximo acontecerá no próximo sábado dia 24/11. Maiores informações no link abaixo.


O tour iniciou no Largo Rafael Bordalo Pinheiro, antigo Largo da Abegoaria. Ele morou no imóvel localizado no atual número 28. Foi neste endereço que ele morreu aos 58 anos em 23 de janeiro de 1905.



Bordalo era um assíduo frequentador do Teatro São Carlos e em 1894 foi responsável pela decoração do palco do teatro. Também realizou diversas ilustrações do teatro, algumas para divulgar eventos como o gala de beneficência a favor dos albergues noturnos.



Em 1894, Bordalo realizou a decoração azulejar da Tabacaria Mônaco, no Rossio. Este foi outro ponto de parada do tour que também está representado nas ilustrações do artista.




O tour segue para o restaurante Leão D`Ouro. Este é o lugar onde surgiu o Grupo do Leão, o qual Bordalo integra em 1880. Fazia parte deste grupo artistas que tentavam mudar o rumo da pintura portuguesa da época, entre eles José Malhoa e Columbano Bordalo Pinheiro, irmão de Bordalo. Em 1895, Bordalo criou um painel decorativo para o restaurante. 



O humor crítico das obras de Bordalo o levou algumas vezes ao antigo Tribunal da Boa Hora, além de questões financeiras. Por isso, ele criou uma ilustração na qual ele monta um quiosque em frente ao tribunal para facilitar essas idas e não atrasar o seu trabalho. Um artista muito espirituoso!



A próxima parada do tour é o edifício dos Paços do Concelho, na Praça do Município. Bordalo ilustrou a fachada do edifício devido à polêmica do desenho de uma figura nua no "frontão" clássico.



O tour finaliza no Terreiro do Paço, mas existem muitos outros lugares de Lisboa marcados pela biografia de Bordalo. Abaixo, algumas sugestões para completar essa experiência turístico-biográfica! 


Um imperdível lugar para visitação é o Museu Bordalo Pinheiro. Segundo a EGEAC, este foi o primeiro museu em Portugal a ser construído de raiz para albergar a obra de um artista. Foi fundado em 1916 por Cruz de Magalhães, grande admirador de Bordalo. No museu é possível adquirir o livro Lisboa de Bordalo que contem as ilustrações mostradas anteriormente e muito mais.








Bem próximo ao Museu Bordalo Pinheiro está localizado o Museu de Lisboa. O jardim deste museu é nomeado em homenagem a Bordalo. Nele se encontram diversas peças em cerâmica de diferentes animais em tamanho sobredimensionado. 








Além de Lisboa, a cidade de Caldas da Rainha também é praticamente um museu a céu aberto do Bordalo. No próximo post, relataremos a visita às Caldas de Bordalo! Até a próxima! Obrigado!
  





Nenhum comentário:

Postar um comentário